shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : R$0,00
View Cart Check Out

EM BOAS MÃOS

Departamento médico do Olímpia usa em atletas machucados mesmo tratamento utilizado por Neymar

EM BOAS MÃOS

Em intensa preparação para a disputa da Série B do Campeonato Baiano, o Esporte Clube Olímpia tem trabalhado com máximo profissionalismo, também, no departamento médico. Chefe do setor, Dr. Marcio Santana tem feito constantes avaliações e exames para prevenir lesões e/ou recuperar atletas que estão machucados.

Uma das ações realizadas é a terapia com PRP (Plasma Rico em Plaquetas), que consiste numa reprogramação de uma célula madura para uma célula que pode se transformar em quase qualquer tipo de tecido humano. O seu uso tornou-se bastante popular na Ortopedia e Traumatologia, pois pode regenerar tendões, auxiliar no tratamento de artrose e lesão da cartilagem.

Nos últimos meses, esse tratamento, utilizado nos grandes clubes do mundo, ganhou bastante notoriedade por ter sido aplicado no craque brasileiro Neymar, do Paris Saint Germain. Clique aqui e confira reportagem do GE.com sobre o tratamento com PRP feito pelo camisa 10 do atual campeão francês e da seleção brasileira.

Esse mesmo tratamento está sendo feito no Olímpia com o volante Paulinho, que se recupera de lesão no tornozelo direito. “Estamos buscando oferecer aos nosso atletas o que há de mais moderno na medicina esportiva. A ideia é que tenhamos força máxima na estreia da divisão de acesso do estadual. Por isso, será feito absolutamente tudo o que estiver ao nosso alcance para que todos estejam recuperados o quanto antes”, destacou Dr. Marcio Santana.

O PRP

No processo, o sangue é retirado do paciente, depois são tratados e introduzido no mesmo paciente no local onde está o problema. Seu índice de sucesso pode chegar a 70%, dependendo muito do grau de degradação da cartilagem ou tendões.
⠀⠀
Neste método inovador, são nulas as chances da célula se reproduzir descontroladamente e virar um câncer ou até do corpo rejeitar o tratamento. Isso ocorre porque as células que são aplicadas no corpo do paciente são tiradas do próprio corpo dele, eliminando qualquer risco de ter erros. ⠀⠀